Untitled Document
Boa noite, 04 de jun
Untitled Document
Untitled Document
  
Untitled Document
EcoAgência > Artigos
    
 
Segunda-feira, 12 de Agosto de 2013
  
IN-FORMAÇÃO: IN-SUMO à CON-SUMO

Alguns, ingênuos, pensam enfrentar o poder, quando na verdade se alimentam das informações dirigidas e formatadas por eles para fazerem o que eles induzem

  
Por Sebastião Pinheiro
  
Informação é energia nobre, pois pode transformar-se em poder, o produto mais importante na sociedade. Tão antiga quanto a humanidade ela evolui sempre à sua frente, pois é produto da inteligência. A manipulação da informação com fins políticos permite o domínio com todas as submissões imagináveis.  É no nível político que a informação passa a gerar versões com seguidores, fanáticos, torcedores, contrários e indiferentes, todos manipulados.
 
Warren Weaver, jovem matemático norte-americano recebeu uma bolsa de estudos da Fundação Rockefeller para seu doutorado na Alemanha.  Ele estudava a informação (Seu colega, Max Mason conterrâneo e também bolsista da mesma fundação na mesma universidade estudava a equação matemática da natureza.). 
 
Não há produto no processo industrial sem informação prévia, da mesma forma que todos os seres vivos necessitam de informação para nascer, alimentar-se, reproduzir-se e evoluir, à diferença dos seres inanimados.
 
Warren Weaver é o pai da teoria matemática da informação, básica para os estudantes e cientistas de comunicação.  Ele é o homem que irá revolucionar a Extensão Rural.  Antes dele, a Extensão era um processo educacional calcado no fomento pelo Estado, preparatório para os empresários. Com Weaver a nova Extensão Rural passa a ser o produto de um sistema onde informação é o principal insumo para o consumo crescente e infinito de novas informações-insumos que a retroalimentam. Discutimos o “Terminator” no interesse dos criadores, pois o que eles querem não é a autorização, mas o direito de patente.  O Dep. Vacarezza, PT/SP fez o projeto de Lei N. 5575/09 para permiti-lo alterando a lei N.11.105/05.
 
Para entender concretamente é necessário conhecer as histórias das Extensões Rurais, nos EUA (depois da Guerra Civil e depois da Grande Depressão Econômica); no México; no Paraguai a primeira da América do Sul e a mineira, a primeira do Brasil, onde as Universidades têm particular significação e dispondo de tempo vale a pena incorporar pesquisa e tecnologia agropecuária.
 
Warren Weaver foi o Diretor de Recursos Naturais (Biodiversidade, Recursos Genéticos e História Natural) da Fundação Rockefeller. Já Max Mason o superou, pois foi o seu presidente.   
 
No trabalho de Mason, a equação da natureza tem três funções básicas: Nutrição, Proteção e Reprodução. Conseguiu desviar até 67% da proteção para as outras duas funções.  Isto abriu o mercado de agrotóxicos (600 bilhões de dólares/ano), fertilizantes (300 bilhões de dólares/ano), transporte, silos, armazéns & infra-estrutura.
 
Mas isto é coisa de 1930, Henry Agard Wallace (Vice-Presidente), George Harrar (Pai da Rev. Verde), Foster Dulles (CIA), Dean Rusk (Secr. Estado), Norman Borlaug (Nobel da Paz) e outros são parte dessa história. O que interessa é o futuro.   Os Centros Internacionais de Sementes que lucros podem produzir com a revolução dos genes? O Grupo Rockefeller os criou com o apoio de governos capachos pelo mundo e pirateou as sementes criadas pela humanidade. Um exemplo pouco conhecido, nos anos 60 se apossou das estruturas e em 1970 criou o AVRDC ( hoje Centro Internacional de Hortaliças), que seqüestrou 508 hortaliças e vegetais da região e mundo, hoje é proprietária de seu germoplasma.  Lucros que subverteram a ciência, arte e saber em toda agricultura e transformou a informação no principal insumo sem ser propaganda ou publicidade.  
 
OGM (transgênicos) é produto de uma informação e desde os escritos de Mendel (50 anos inéditos) causam comoção e medo.  Logo é uma ótima bandeira política de contestação para oportunistas de turno (Lishenko) ou atualmente. O príncipe (Charles) não comia transgênico, mas sua empresa investia em transgênicos 3 milhões de dólares/dia. A farsa na União Européia foi desmascarada há poucas semanas. E assim tem sido nos últimos vinte anos em todo o mundo.  Mas quem escuta quem publica?  Informação é dinheiro e contas de publicidade.
 
Alguns, ingênuos, pensam enfrentar o poder, quando na verdade se alimentam das informações dirigidas e formatadas por eles para fazerem o que eles induzem. Não há reflexão de que o poder utiliza essa repulsa como fonte de informação, tática e estratégia para anular as pretensões sociais da sociedade. Isto é feito com a minúcia sistemática de engenho militar.
 
É por isso que ele financia inúmeras ONGs no combate aos transgênicos para arrecadar dados, comportamentos e tendências no seu próprio interesse e de forma barata. O jornal local faz uma longa matéria sobre o beneficio da rebeldia inconstitucional em plantas transgênicos e em um box condolências afirma que a soja convencional tem um valor de 3 dólares a mais.  E mostra alguns que buscam esta “vantagem”...   No Paraguai/Argentina existem mais de 100 mil hectares de soja produzida para o Japão que tem um valor de mercado 50% acima da soja transgênica (nutracêutica) cultivada com pó de gabro (rocha intrusiva similar ao basalto, abundante na BA, PR, SC e RS em Nova Prata).  Será que o glorioso jornal carece de informação?  Ele “insume” a informação, não a consome, mas a vende como propaganda, publicidade e interesses ocultos.
 
“Para não dizer que não falei das flores”: - Você sabe o que significa Westbred, LLC, Gallatin, MT, USA?
É o lugar onde foi feito e experimentado o trigo transgênico RR da Monsanto?  - Quando foi feito? - Por que não está no mercado? - Por que não foi autorizado?  - A única forma de gerar informação é estudando, pensando e fazendo.  Informação é tudo, mas a boa informação sobrepuja a política e o mercado...
 
  
             
Untitled Document
Autorizada a reprodução, citando-se a fonte.
           
 
 
  
  
  Untitled Document
 
 
Portal do Núcleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul - Todos os Direitos reservados - 2008