Untitled Document
Boa tarde, 02 de dez
Untitled Document
Untitled Document
  
EcoAgência > Notícia
   
Cidades

Segunda-feira, 19 de Novembro de 2012

 
     

ONU: acidentes de trânsito matam 1,2 milhão por ano no mundo

  

Neste domingo, a ONU marcou o Dia em Memória às Vítimas dos Acidentes de Trânsito, que matam, pelo menos, 1,2 milhão e ferem 50 milhões; organização quer salvar 5 milhões de vidas até 2020 com mais mais projetos de proteção.

  


Por Edgard Júnior - Rádio ONU

Desde 2005, a ONU presta homenagem às pessoas que morreram ou foram vítimas de acidentes de trânsito nas ruas e estradas. Há sete anos, a Assembléia Geral instituiu o Dia em Memória às Vítimas dos Acidentes de Trânsito. Os acidentes envolvendo carros, motos, ônibus e caminhões matam, pelo menos, 1,2 milhão por ano e ferem 50 milhões no mundo. O deputado federal brasileiro Hugo Leal, (PSC-RJ), e autor da Lei Seca, contou à Rádio Onu, de Brasília, que os acidentes de trânsito são uma epidemia.

Leal disse também que é necessária uma mobilização geral para reduzir os acidentes. Finalmente, o deputado afirmou que a solução só vai acontecer através da educação. Em mensagem para marcar o Dia, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que a redução do número de mortos e feridos em acidentes de trânsito faz parte da busca por um futuro equitativo e sustentável. Ban afirmou que os governos estão agindo. No Brasil, segundo ele, a policia está muito mais rigorosa nos casos dos motoristas que dirigem embriagados. Em Moçambique, Gana, Índia e Paquistão, estão melhorando os cuidados médicos para as pessoas que sofreram acidentes de trânsito. No Chile é obrigatório o uso de cinto de segurança nos ônibus interestaduais.

Neste domingo aconteceram eventos em, pelo menos, 50 países com o objetivo de alertar as sociedades sobre o problema. A meta da ONU é salvar as vidas de 5 milhões de pessoas até 2020 com o projeto de ação para segurança nas estradas, já adotado por 100 países. Basicamente todos os países de língua portuguesa têm leis para coibir motoristas que dirigem embriagados. Mas não é só o álcool que mata no trânsito. No Brasil, dirigir falando ao telefone ou digitando uma mensagem de texto, se tornou a quarta causa de acidentes de trânsito no país. Segundo os especialistas, o envio de mensagens de texto ao dirigir aumenta em 23 vezes o risco de acidentes.

 

Rádio ONU, parceira da EcoAgência

  
  
  
Untitled Document
Autorizada a reprodução, citando-se a fonte.
 
Mais Lidas
  
Untitled Document
 
 
 
  
  
  Untitled Document
 
 
Portal do Núcleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul - Todos os Direitos reservados - 2008