Untitled Document
Bom dia, 18 de mai
Untitled Document
Untitled Document
  
EcoAgência > Notícia
   
Água

Sexta-feira, 14 de Janeiro de 2022

 
     

Projetos anunciados contra a estiagem ficaram no papel

  

Comitê Gravatahy reclama R$ 8,5 milhões em investimentos com previsão de recursos pelo Fundo Estadual de Recursos Hídricos

  

Sergio Cardoso    
Rio Gravataí na estiagem em janeiro de 2022


Por Comitê Gravatahy

Em meio à crise hídrica no Estado, a Câmara Técnica do Fundo Estadual de Recursos Hídricos participou de reunião extraordinária na manhã desta sexta (14) com a perspectiva de anúncios, pelo governo estadual, de investimentos para combater os efeitos da estiagem neste momento e futuramente. Diante disso, o Comitê de Gerenciamento da Bacia do Rio Gravatahy pleiteia o desengavetamento de R$ 8,5 milhões em investimentos esperados há pelo menos dois anos na região, e com previsão de recursos pelo fundo.
 
"Infelizmente foi preciso este momento de urgência para que um assunto que temos tratado há tanto tempo entre na agenda dos gestores do Estado. Há uma mobilização entre os comitês de bacia para que, finalmente, o Rio Grande do Sul tenha uma política pública, com investimentos concretos e baseados em estudos de longo prazo, para preservação e recuperação dos recursos hídricos", aponta o presidente do Comitê Gravatahy, Sérgio Cardoso.
 
Um ofício com a listagem dos projetos considerados necessários, e os seus orçamentos, foi organizado na reunião do comitê, na última segunda, e encaminhado ao Fundo Estadual de Recursos Hídricos. Entre eles estão os R$ 2 milhões, com recursos federais garantidos, para a construção dos 13 minibarramentos ao longo do canal do Rio Gravataí. Há dois anos a Metroplan tem os valores reservados mas ainda não deu início ao Estudo de Impacto Ambiental para futura execução dos projetos.
 
Este, porém, não é o programa de maior orçamento na lista elaborada pelo comitê. São esperados desde 2020 os R$ 5 milhões no chamado Programa de Revitalização de Bacia. O recurso é previsto para as bacias do Gravataí e do Sinos a partir do Plano Nacional de Revitalização de Bacias Hidrográficas, do Ministério do Desenvolvimento Regional.
 
Os recursos federais são gerenciados justamente pelo Fundo de Recursos Hídricos. A reunião extraordinária da câmara técnica está marcada para às 9h30min desta sexta.
 
Confere a lista de demandas do Comitê Gravatahy:
- R$ 5 milhões: Programa de Revitalização de Bacia
- R$ 2 milhões: Execução do projeto de minibarramentos ao longo do Rio Gravataí
- R$ 600 mil: Campanha em rádio sobre a conscientização no uso de água
 - R$ 900 mil: Perfuração de 20 poços tubulares em pequenas comunidades

 

 

 

 

Comitê Gravatahy - EcoAgência

  
  
  
Untitled Document
Autorizada a reprodução, citando-se a fonte.
 
Mais Lidas
  
Untitled Document
 
 
 
  
  
  Untitled Document
 
 
Portal do Núcleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul - Todos os Direitos reservados - 2008