Untitled Document
Boa tarde, 17 de ago
Untitled Document
Untitled Document
  
Untitled Document
EcoAgência > Artigos
    
 
Segunda-feira, 08 de Dezembro de 2008
  
A república do faz de conta de Alegrete
  
Por Jânio Alberto Lima
  

Lamentável a forma com que as autoridades do município vêm tratando a questão ambiental em Alegrete, em especial o histórico Rio Ibirapuitã, onde muitos banhavam-se em suas águas límpidas e cristalinas, hoje não passa de um grande coletor de esgoto. A Estação de Tratamento de Esgoto, uma obra tão festejada, construída pela Corsan com o dinheiro do povo, é um elefante branco, onde não se trata nem 1% do esgoto produzido na cidade. A rede de esgoto de Alegrete é da década de 30, realizada pelo então prefeito Oswaldo Aranha.

O município recebeu dinheiro pra tratar os recursos sólidos. O dinheiro sumiu e o lixão continua abandonado e queimado a céu aberto. Os catadores informais continuam se virando como podem, sem apoio nenhum das autoridades do município. A coleta seletiva não passa de uma piada.
 
No município, o Plano de Arborização não sai do papel. Plantam-se árvores indiscriminadamente, sem o mínimo critério. A poda radial é uma prática comum em Alegrete. As árvores, como não têm plano de saúde, adoecem e, agonizantes, morrem.
 
Os caminhões do frigorífico passam pelo centro da cidade despejando resíduos fétidos e insalubres, causando a proliferação de carrapatos e mosca-do-chifre, de forma irresponsável, deixando um rastro de doenças na população.
 
As autoridades ditas competentes, a Fepam, um órgão estadual que deveria ser fiscalizador, é omissa. E os vereadores?! Não tão nem aí! Fingem e disfarçam em seu palácio de luxo (os bem pagos da Vasco Alves com dinheiro público). E a Secretaria do meio Ambiente ta pouco se lixando com os problemas da população, tratando a mesma com desdém e desrespeito.
 
Mas até quando, José, vamos ser mané?
 

Jânio Alberto Lima é ambientalista da WW Brasil

  
             
Untitled Document
Autorizada a reprodução, citando-se a fonte.
           
 
 
  
  
  Untitled Document
 
 
Portal do Núcleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul - Todos os Direitos reservados - 2008